Onde nasceu o Renascimento?

Durante o século XV, foi criado um movimento que abalou todo o continente europeu. Conhecido inicialmente como Humanismo, o Renascimento entrou no mundo das artes e entre os intelectuais da época para dar lugar a novas formas de conceber o mundo. Sem se afastar do religioso ou negar a fé cristã, o Renascimento colocou a razão e a lógica no centro do foco humano . Nessa época, o pensamento dos antigos gregos foi resgatado, e nessa época era o homem, e não a religião, quem ocupava a posição central da cultura e do conhecimento, o que não é pouca coisa. Mas você já se perguntou onde nasceu o Renascimento? Temos feito algumas pesquisas sobre este assunto e agora trazemos a você este artigo para que você possa descobrir tudo o que precisa saber sobre ele.

Onde nasceu o Renascimento?

Onde nasceu o renascimento?

O Renascimento é um período que começamos a conhecer com este nome já no século XIX. Foi considerada uma época de transição entre a Idade Média e a Idade moderna, e caracterizou-se pelos seus grandes avanços no mundo das artes, bem como pela mudança que representou do ponto de vista ideológico. Afinal, a Idade Média foi uma época profundamente religiosa em que somente Deus era o possuidor da verdade, e a igreja impôs seus pontos de vista em praticamente todos os aspectos da vida cotidiana. Vamos saber um pouco mais sobre onde nasceu o Renascimento e suas origens.

1. Itália, o berço do Renascimento

O Renascimento foi caracterizado pela rejeição dos princípios de conhecimento estabelecidos durante a Idade Média e pela admiração de toda a cultura greco-romana da antiguidade. Agora, onde nasceu o Renascimento? Esse movimento, por mais surpreendente que seja, nasceu na Itália, mesmo lugar onde ficava o centro da igreja cristã. Para ser mais específico, o Renascimento teve sua origem em duas cidades, Veneza e Florença. Com o tempo, esse movimento se espalhou para outras cidades italianas, incluindo Roma, e de lá se espalhou para outros países europeus. Esse movimento colocava o homem como centro do universo, mas não negando Deus, mas simplesmente como parte fundamental deste mundo criado por Deus.

Além disso, foi uma época marcada por grandes descobertas. Sem ir muito longe, foi no Renascimento que os europeus souberam da existência da América, graças ao explorador Colombo, que procurou demonstrar que a Terra era redonda. Isso, aliás, também foi demonstrado nessa época, o que significou outra revolução para a humanidade. Sem dúvida, essa era foi marcada por todos esses avanços que fizeram o homem mudar sua visão de mundo e, com ela, o próprio lugar que o homem acreditava ter nele. De certa forma a ideia de Deus perdeu força neste momento para que a ideia de homem pudesse ganhá-la, e assim acontecia tanto nas ciências como nas artes, e hoje é uma época lembrada pela grandes obras que produziu nas mais diversas áreas como a pintura, a escultura, a arquitetura e a literatura.

2. O contexto em que o Renascimento nasceu

O contexto em que o Renascimento nasceu

Já respondemos à pergunta sobre onde nasceu o Renascimento, mas só isso não é suficiente para entender por que esse movimento ocorreu. É importante compreender que esta época não nasceu sozinha e por si mesma, nem simplesmente por causa de um espaço físico, mas que o Renascimento surgiu de uma série de mudanças científicas e sociopolíticas que, em grande parte, permitiram seu surgimento. Em primeiro lugar, um dos fatores que permitiu o surgimento dessa corrente humanista que mais tarde conheceríamos como Renascimento foram os avanços científicos dos séculos anteriores. As descobertas de cientistas como Nicolás Copernicus ou Galileo Galilei criaram um ambiente em que conhecimentos que até então se acreditavam verdadeiros começaram a ser questionados.

Mas não foram apenas as curiosidades de Galileu ou a ousadia de Copérnico, mas houve outros avanços que permitiram o florescimento do Renascimento. A invenção da imprensa , sem dúvida, foi decisiva, pois abriu caminho para o surgimento de outras correntes de pensamento que se espalharam a uma velocidade nunca antes vista até agora. Por outro lado, a igreja, que até então mantinha um poder firme, enfrentou novas pressões políticas, que a fizeram ceder em algumas áreas e permitir o surgimento de novas correntes de pensamento. Isso permitiu uma separação entre a vida cívica e a vida religiosa que permitiu o surgimento de novas formas de conceber a vida.

3. Uma era que marcou a história

Sem dúvida, o Renascimento foi uma das curiosidades da história que nos marcaram. Sua chegada foi o fim de uma era das trevas que há muito tempo prendia o melhor da Europa. Além disso, a partir disso, o homem retomou seu lugar no mundo, seu espaço de explorador, de buscador do conhecimento e da verdade. Após esse período as leituras dos melhores pensadores da antiguidade foram retomadas, passando pelo pensamento de Platão, as frases de Aristóteles , os melhores pensamentos de Ciceron, Sêneca, Marco Aurélio e pare de contar. Esse retorno à cultura do conhecimento marcou a forma como os homens viviam e pensavam.

Na verdade, se expandirmos o panorama o suficiente, perceberemos que essa época praticamente marcou todos os acontecimentos importantes que viriam nos séculos seguintes, pois essa época definiu em grande parte os grandes pensadores dos séculos seguintes. Os discursos de Maquiavel favoreceram, em grande medida, os livros de Rousseau, que o refutou. E Hobbes não poderia ter existido sem um espaço que permitisse o pensamento livre.É aí que reside a importância desta época, e por isso é importante que saibamos não só onde nasceu o Renascimento, mas em que contexto se formou e o que lhe permitiu surgir. Sem dúvida, esse momento foi crucial para o desenvolvimento da humanidade, pois foi o Renascimento que permitiu nos repensarmos como homens, como seres em um mundo que ainda está por ser descoberto.

O que você achou do nosso artigo sobre onde nasceu o Renascimento? Você sabia que este movimento social, cultural e político teve origem na Itália? Qual de todos os artistas que marcaram essa época é o seu favorito? E você conhece todas as contribuições que o Renascimento deu ao mundo? Deixe-nos a sua opinião nos comentários, estaremos ansiosos pela sua leitura!

Deixe um comentário