Aprenda algo novo todos os Dias

Aranha errante brasileira: Mordida, Ataques e outros fatos

0 5

As aranhas errantes brasileiras são as aranhas mais venenosas do planeta. Eles pertencem ao gênero Phoneutria , que consiste em uma série de espécies de aranha. Algumas dessas espécies, incluindo Phoneutria nigriventer, P. keyserlingiP. fera são chamadas de aranhas errantes brasileiras.

Fatos da aranha errante brasileira

O termo “aranha errante brasileira” realmente se refere a não apenas uma aranha, mas uma série de espécies de aranhas extremamente venenosas encontradas principalmente no sul (especialmente o Brasil, Colômbia, Equador, Suriname, Peru e Guiana) e a América Central. Eles pertencem ao gênero Phoneutria , que é uma família de aranhas venenosas na família Ctenidae .

Phoneutria nigriventer – uma das poucas espécies de aranhas errantes brasileiras. (Foto Crédito: Techuser / Wikimedia Commons)

A aranha errante brasileira é uma aranha altamente venenosa e agressiva. Também conhecida como a aranha “banana” (porque estas aranhas são freqüentemente encontradas em embarques de bananas), a aranha errante brasileira “vagueia” no chão da selva ao invés de morar em uma laber ou construir uma web.

Espécies de aranha errante brasileira

De acordo com o Sistema Integrado de Informação Taxonômica (ITIS), as diferentes espécies de aranhas errantes brasileiras incluem Phoneutria fera, Phoneutria nigriventer, Phoneutria bahiensis, Phoneutria boliviensis, Phoneutria eickstedtae, Phoneutria keyserlingi, Phoneutria pertyi e Phoneutria reidyi .

Phoneutria bahiensis

Phoneutria bahiensis, uma espécie de aranha errante brasileira. (Foto: Arnaldo de Souza Vasconcellos Júnior / Wikimedia Commons)

Anatomia da aranha brasileira

Todas as espécies de aranha errante brasileira são principalmente castanhas, peludas e têm uma mancha preta em suas barrigas. Essas aranhas também são grandes, com os limites das pernas atingindo cerca de 15 cm (6 polegadas) e corpos que chegam até 5 cm (2 polegadas).

Veja Também...  O que a exposição à radiação faz com nossos corpos?

Essas aranhas são caçadores noturnos, então eles passam a maior parte do dia vivendo e se escondendo em fendas ou debaixo de troncos, e se aventurar à noite a caçar. Eles se alimentam de certos insetos, pequenos répteis, anfíbios, camundongos e até outras aranhas menores.

Mordida de aranha errante e veneno

A mordida de uma aranha errante brasileira pode causar poucas pinhagens dolorosas para envenenamento completo. As duas espécies mais conhecidas e temidas da aranha errante são Phoneutria fera e Phoneutria nigriventer .

Phoneutria fera

(Crédito da foto: Bernard DUPONT / Wikimedia Commons)

As aranhas errantes brasileiras são conhecidas por serem agressivas, graças à toxicidade alarmante de sua mordida. No entanto, curiosamente, esse comportamento é realmente um mecanismo de defesa. Quando ameaçados ou sob ataque, eles levantam seus dois primeiros pares de pernas, indicando aos seus predadores que estão prontos para atacar. Suas mordidas, portanto, são realmente um ato de autodefesa e eles fazem isso somente quando são provocados, por acidente ou intencionalmente.

Mordida de aranha errante no Brasil

Se você está em uma situação em que você é mordido por uma dessas aranhas, você pode experimentar vários sintomas, como transpiração, arrepios e dor ardente grave no local da mordida.

Dentro de 30 minutos ou mais, esses sintomas se tornam sistêmicos e incluem batimentos cardíacos irregulares, pressão arterial alta ou baixa, cólicas abdominais, hipotermia, náuseas, vertigem, visão turva e convulsões.

Se você for mordido por qualquer espécie de aranha errante, você deve procurar tratamento de emergência, independentemente de como a mordida parece ser inicialmente. É muito importante, pois o veneno pode ameaçar a vida.

Aranha errante brasileira

A mordida das aranhas errantes brasileiras pode ser letal. (Foto: Epic Wildlife / Youtube)

The venom is a complex cocktail of toxins, peptides and proteins that affects ion channels and chemical receptors in victims’ neuromuscular systems. It so happens that the venom the Brazilian spider Phoneutria nigriventer injects in its victim has been found to contain a few toxic polypeptide fractions, some of which have been purified and proven to be neurotoxic (Source). One of the toxic fractions, designated PhTx-3, has six neurotoxic peptides (Tx3-1 to Tx3-6).

Veja Também...  A imortalidade é uma crença intuitiva?

A experimentação mostrou que PhTx3 e um dos péptidos chamados Tx3-3 atuam como bloqueadores de canais de cálcio ao diminuir a entrada de cálcio que contribui para libertação de glutamato3 e acetilcolina2 em fatias corticais de cérebro de ratos e sinaptossomas. Em palavras simples, o veneno de aranhas errantes brasileiras se mistura com a função do cérebro e causa estragos na vítima.

Referências:

  1. Universidade da Califórnia, Riverside
  2. Burke Museum of Natural History and Culture, Washington
  3. Universidade Estadual da Pensilvânia
  4. Sistema Integrado de Informação Taxonômica (itis.gov)
Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.